Todo Mundo Quase Morto (Shaun of the Dead)

todo-mundo-quase-morto_t11521_4_jpg_290x478_upscale_q90.jpg

Winchester. Shaun (Simon Pegg) trabalha como vendedor e divide uma casa com Ed (Nick Frost), seu melhor amigo, e Pete (Peter Serafinowicz). Ele costuma ir sempre ao pub local, mas Liz (Kate Ashfield), sua namorada, está cansada de lá. Além disto ela sempre reclama que ele não se separa de Ed, apesar de suas piadas bobas e seu desinteresse em fazer algo útil. Para resolver a questão Shaun aceita marcar um encontro com Liz em outro restaurante, mas se esquece de fazer a reserva. Irritada, ela decide terminar com ele. Shaun, arrasado, se embebeda no seu pub predileto ao lado de Ed, sem notar que as pessoas à sua volta estão se tornando zumbis, devido a um estranho fenômeno.

Todo Mundo Quase Morto, dirigido por Edgar Wright (mesmo diretor de Scott Pilgrim Contra o Mundo), lançado em 2004, é mais uma sátira sobre zumbis que consegue divertir sem muito esforço.

O filme consegue ser engraçado ser exagerar nas piadas ou usá-las de forma excessiva, além do mais o que traz as partes mais engraçadas são as situações, ou melhor, os gestos. Por exemplo -mini spoiler- tem uma cena de luta que, no fundo, toca uma música do Queen! Não só isso, ainda têm os cortes rápidos que acontecem em alguns momentos (se eu disser mais, será spoiler).

No começo os personagens principais, Shaun e Ed, são idiotas e infantis, mas quando eles percebem o que está acontecendo, transformam-se em completos patetas. A partir daí a diversão começa. Os efeitos visuais, a trilha sonora são muito bem trabalhadas (deu para perceber assim que eu citei o Queen, não é mesmo?).

Enfim, recomendadíssimo para quem quer passar o tempo e dar boas risadas.

Avaliação: ☆ ☆ ☆ ☆  

Anúncios